13/05/2016

Gigli con Tonno e Alghe Tok Mare / Lírios com Atúm e Algas Tok de Mar

"O culto a Afrodite tem as suas origens no oriente, entre as civilizações semíticas.
Foi introduzida na Grécia pelos marinheiros e mercadores. No início ela era uma variação da deusa Astarte, divindade da Síria e da Fenícia; Ishtar, deusa da Mesopotâmia; e, Milila, da Babilônia. À entidade oriental, os gregos transferiram os caracteres de Atena Tritogenéia, primeira deusa do amor venerada por eles.
Assim como a deusa oriental na qual foi inspirada, Afrodite era primitivamente a deusa do instinto sexual e da fecundidade, abrangendo não somente aos homens, mas a toda natureza. Era ela quem espalhava o elemento úmido, nos animais e humanos representados pelo sêmen, e nos vegetais a chuva, que disseminava as sementes.
As flores, as árvores, os frutos, eram obras de Afrodite, que uniam Gaia (Terra) e Urano (Céu) na grande inspiração da fecundidade.
Mais tarde, Afrodite teve as suas funções ampliadas, passando a ser a deusa do amor, sendo no início protetora apenas do amor construtivo e honroso. A pureza dos sentimentos era muito preservada pelos gregos. O amor tinha que ser honroso, e Afrodite garantia a nobreza dos sentimentos. Com a evolução do mito, ela passou a simbolizar o amor passional, a paixão desenfreada e nociva, a loucura dos sentimentos. Deixou de ser apenas venerada pelas jovens puras, para ser a deusa das meretrizes. Muitas foram as meretrizes profissionais que se tornaram sacerdotisas da deusa, erigindo-lhe santuários.
Várias foram as vertentes das lendas sobre a origem de Afrodite. Na época de Homero (século IX
a.C.), era tida como filha de Zeus e Dione. A lenda sobre o seu nascimento através da espuma do mar fecundada pelos testículos de Urano, foi contada mais tarde, por Hesíodo (século VIII a.C.), em sua “Teogonia”, sendo a mais difundida e representada nas artes.
A lenda relata que depois do nascimento no mar, Afrodite foi soprada suavemente pelo vento Zéfiro, levada pelas ondas, desembarcando em sua concha na ilha de Citera, que atualmente corresponde ao rochedo vulcânico chamado Cérico. Pouco mais tarde, partiu para a ilha de Chipre, onde as Horas estavam à sua espera. Elas vestiram a deusa com um traje imortal, adornando-lhe os cabelos longos com vistosas violetas. Depois de adornada pelas Horas, a deusa foi conduzida para o Olimpo, sendo apresentada na assembléia dos deuses. Sua beleza impar foi aclamada pelos imortais, que jamais tinham visto tão sedutora formosura."

Fonte: virtualiaomanifesto


Ingredientes Afrodisíacos

Algas 
São um dos melhores afrodisíacos, contêm minerais que regulam o metabolismo e o humor, bem como vitaminas do complexo B, necessárias para produzir hormonas.
Outros minerais que normalmente se encontram nas algas são o ferro, o potássio, o cálcio, o cobre, o magnésio e o zinco.
A maioria das algas contêm ainda betacaroteno (provitamina A)  A maioria dos tipos de algas apresentam um elevado conteúdo proteico, sendo ricas nos aminoácidos essenciais.
São os únicos alimentos de origem vegetal que contêm vitamina B12.

Pimenta Cayena
O sabor já é intrigante por natureza! É estimulante nata dos nossos variados desejos. Pode utilizá-la em diversos pratos e saladas, pois ficam uma delícia e promove-nos a sensação de bem-estar.


Jindungo
Provoca a libertação de endorfinas, verdadeiras morfinas internas, analgésicos naturais extremamente potentes que o  nosso cérebro fabrica.


RECEITA


Ingredientes:

(2 Pessoas)

Massa
100 Gr de Lírios
10 Gr de Alface do Mar
185 Gr de Atúm em Água
4 Colheres (Sopa) de Ervilhas
2 Colheres (Sopa) de Sementes de Goji
2 Colheres (Sopa) de Sementes de Girassol
1 Colher de Chá de Flor de Sal Necton
1 Colher (café) de Oregãos
1 Colher(sobremesa) de Flor de sal Necton



Molho Vinagrete
3 Colher(sopa) de Azeite,
2 Colher(sopa) de Vinagre de Cidra
2 Colheres de Mostarda Dijon
1 Dente de Alho Picado
Flor de Sal Necton q.b.(opcional)
Pimenta rosa q.b(moída na hora)
Jindungo q.b.
Pimenta cayena q.b.

Preparação:

Molho
Misture todos os ingredientes com a ajuda de um garfo. Reserve.

Massa
Coza os lírios em água e flor de sal durante 6 minutos.
Adicione as ervilhas quando faltarem 3 minutos de cozimento dos lírios.
Hidrate a alface do mar  em água durante 15 minutos.
Escorra os lírios, as ervilhas e alface do mar e emprate.
Adicione as sementes de goji e de girassol.
Termine com os oregãos.
Sirva com molho vinagrete.


Pode aderir à nossa página de Facebook aqui.

1 comentário:

  1. Um título bem apelativo,......faz jus à receita,...até deu água na boca,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar