09/11/2012

Robalo com Blinis

Foto de Ana Maia 
Os blinis são pequenos crepes levedados. 

Têm origens diferentes e distanciadas: os blinis viram a luz na Rússia onde foram comida de pobres, porque feitos a partir de trigo-sarraceno; os crepes, são daqui bem perto, de França, e demos-lhes grande importância até há pouco. Nada como um crepe para apresentar com elegância um pequeno resto. Esta importância foi-lhes agora roubada, em nome da cozinha ligeira e a moda do estaladiço, pela chegada das massas prontas a usar, filo e brick; as panquecas americanas são de nós há muito conhecidas e apreciadas embora se façam raramente. Quem não se lembra da Caravela, a casa de chá no Chiado, que lhes devia fiel clientela e cuja receita, um segredo, era guardada em cofre-forte?
Foto de Ana Maia
Os blinis, tal como os crepes e as panquecas, têm como ingrediente- -base farinha a que é adicionado um líquido, leite, leite e água ou cerveja. Desta mistura resulta uma massa pastosa a tender para o líquido. O formato é sempre redondo, diferindo no tamanho e espessura. Os crepes franceses são maiores e mais finos. A massa, quando enriquecida com manteiga e ovos, nos blinis, leva claras em castelo.
A massa é sempre levedada com fermento de padeiro e, nas receitas mais características, é usada, em proporções variáveis, a farinha de trigo-mourisco ou sarraceno. Não sendo esta farinha panificável (não contém glúten), torna obrigatória a adição de farinha de trigo, mesmo que em pequena quantidade.
Foto de Ana Maia
Na Rússia, os blinis, à semelhança de crepes e panquecas, fazem-se de muitas maneiras e cada casa tem a sua receita. Nós, no Ocidente, geralmente fazemo-los apenas com farinha de trigo, mas o sabor dos blinis em que a farinha de trigo-sarraceno esteja presente, é outra coisa.O robalo é uma das espécies mais apreciadas pelos pescadores desportivos, considerado por muitos o rei do mar. A sua beleza e dimensões fazem dele uma das espécies mais procuradas pelos pescadores, ao que se junta também o seu grande interesse gastronómico. Bastante apreciado na nossa mesa, já fazia parte da gastronomia dos romanos, que apreciavam a cor branca e a delicadeza da sua carne.

Robalo com Blinis

Ingredientes:
1 Robalo
1 cerveja - mini
100gr de farinha de trigo com fermento
1 ovo
sal q.b.
pimenta q.b.
segurelha q.b.

Robalo

Tire a espinha dorsal de forma a que fique a 5 cm da espinha a partir do rabo. Tempere os lombos por dentro de sal, pimenta e segurelha. Enrrole os lombos do robalo de forma iguais conforme fotografia. Unte um tabuleiro e coloque no forno a 180º durante aproximadamente 10 a 15 minutos.

Blinis

Bata o ovo, acrescente a cerveja, misture muito bem. Coloque a farinha e tempere de sal e pimenta. Reserve no frigorifico.

Corte os legumes finamente. Saltei-os em azeite. Espalhe os legumes uniformemente sobre o blinis numa sertã pequena de 10 cm. Deixe cozinhar lentamente e de preferência tapado.

Empratamento:

Disponha o Blinis num prato e coloque o robalo em cima. Sirva com legumes frescos.

Fonte da receita: Chef Rodrigo Maia

9 comentários:

  1. Ficou lindo!
    beijinhos,
    Addicted
    http://cookaddiction.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Olá Aurea.
    Que prato maravilhoso.
    Este prato de peixe come-se bem só com os olhos.
    Mesmo para quem não gostar de peixe acho que fica com muita vontade de o comer.

    Beijinhos bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Não sou muito fã de peixe, mas realmente, parece ser saboroso;)
    E muito fácil de fazer;)

    Beijocas, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Cada vez que aqui venho, acabo sempre por me surpreender com a tua criatividade,bom gosto e requinte na apresentação dos pratos.Como já tive oportunidade de dizer,aqui cada prato é uma obra de arte.
    Bj
    Márcia

    ResponderEliminar
  5. Querida Aurea,

    Que apresentação sublime, esse workshop produziu um efeito maravilhoso...
    Você tem de ir tirar um curso desses... eh eh eh

    Amiga, ficou esplêndido esse prato, adorei !

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. a culinaria é uma grande ilusao, como se diz os pratos vendem-se por si so, a utilizaçao de ingredientes simples mas fundidos com tecnicas impares dao um brilho especial a qualquer alimento por mais simples que seja.

    ResponderEliminar
  7. Uau! Que prato gourmet!!

    beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar